quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Cantiga (1924)


Cantiga
(1924)

Eu queria, ela queria;
Eu pedia, ela negava;
Eu chegava, ela fugia;
Eu fugia... ela chorava!

Tu amar-me, e eu amar-te!
Não sei qual será mais firme:
Eu, como o sol, a buscar-te;
Tu, como a sombra, a fugir-me...

Ó morte! ó anjo das trevas!
Tenho de ti muitas queixas;
Quem deves levar, não levas;
Quem deves deixar, não deixas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...