segunda-feira, 8 de julho de 2019

A Cantiga do Pássaro Feiticeiro (Lenda), de Barbosa Rodrigues



A Cantiga do Pássaro Feiticeiro

Contam que os pássaros feiticeiros, outrora, eram dois filhos de um chefe muito felizes, pelo que um tio os odiava. Chamou-os e convidou-os para derrubarem mato, para fazerem uma roça e depois embebedou os sobrinhos. Dizem que depois os matou. Um irmão perguntou ao outro:

— O que foi que tu sonhaste?

— Eu sonhei que nós nos lavávamos com carajuru.

— O mesmo sonhei eu.

— Ah! Minha avó, nós não somos mais gente, e sim só o espírito. Assim seja, minha avó, nós te deixamos e quando ouvires cantar “Tincuã! Tincuã!...” Foge para casa e quando cantar “Ti... ti... ti!...” então reconhecerás.

Aquela cor vermelha dos olhos foi sangue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...