quinta-feira, 4 de setembro de 2014

O novo velho

O novo velho

Observe bem aquele velho:
Seu semblante cansado,
Suas mãos trêmulas,
Seus cabelos ralos.

Atentem bem para sua alma:
Seus amores vividos,
Seus sonhos opacos,
Seus desejos contidos.

Atenham-se àquele espelho,
Veja que rosto tão belo:
Quebra-se o vidro,
Surge o novo velho!


---
Por: Iba Mendes (Setembro, 2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário