sábado, 12 de março de 2016

O mártir canonizado

O mártir canonizado

Calaram-lhe a voz.
Ameaçaram-lhe de morte...
Sentiu-se sozinho no mundo:
Abandonado,
Escorraçado,
Injustiçado,
Obliterado,
Ultrajado.

Resignou-se à própria sorte...

Venderam-lhe os olhos.
Taparam-lhe os ouvidos...
Deixou-se cair no tablado:
Aturdido,
Estarrecido,
Inanido,
Oprimido,
Umedecido.

Enxugou-se com um lenço molhado...

Cuspiram-lhe na face.
Despiram-lhe a roupa...
Achou-se à beira de um precipício:
Amarrado,
Estercado,
Inanimado,
Destroçado,
Ulcerado.

Findou-se do mundo dos vivos...

Lançaram-lhe o corpo no abismo.
Extinguiram sua memória entre os homens...
Retornou-se em espírito na terra:
Absorvido,
Estrugido,
Insofrido,
Oferecido,
Ungido.

Canonizou-se nos templos e nos livros.




---
Por:  Iba Mendes (Março, 2016)

Nenhum comentário:

Postar um comentário