segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Direita e Esquerda: o duelo de quadrúpedes



Direita e Esquerda: o duelo de quadrúpedes

"E, se uma casa se dividir contra si mesma, tal casa não pode subsistir.
(São Marcos 3:25)

Enquanto políticos assaltam o país, roubando do povo os seus direitos e dignidade, este mesmo povo duela entre si para ver quem tem mais razão...

Enquanto a violência se alastra por cada canto da nação, matando em cinco anos mais gente do que a guerra na Síria, hordas enormes de imbecis consumem tempo e energia defendendo políticos e ideologias os quais de algum modo apenas contribuíram para a existência de todo este caos social.

Enquanto pessoas morrem sem atendimento médico ou são jogadas nos corredores dos hospitais como se fossem bichos sem donos, bandos de alienados, embriagados em seus devaneios, brigam como cães raivosos na defesa de teorias e conceitos que mal conhecem e pelos quais envenenam suas próprias almas.

Enquanto alunos chegam ao Ensino Médio sem saber diferenciar um ponto da vírgula, e mal conhecendo o próprio alfabeto, multidões quadrupedam dia e noite por trás de seus teclados, uns na defesa da Direita "avançada", outros no resguardo da Esquerda "ultrapassada", e ambos se alimentando do mesmo pasto mijado de ódio e sem a clorofila do bom senso. 

Enquanto o desemprego alcança proporções alarmantes, causando o infortúnio e a desgraça entre milhares de famílias, as viúvas de Marx e as noivas de Bolsonaro disputam entre si os lauréis arrancados dos burros, jumentando aos quatro ventos seus falsos saberes wikipedianos, tão profundos como um pires. 

Enquanto os juros dos bancos atingem os níveis vergonhosos da agiotagem, causando o endividamento e a humilhação do trabalhador honrado, soberbos idiotas politizados perdem o sono e amigos na defesa de suas convicções "bem fundamentadas",  quando deveriam lutar em comum acordo pelo bem maior da nação, seja contra a corrupção, seja contra a violência, seja contra a parcialidade das leis, seja contra a injustiça social, seja enfim, a favor de qualquer ideal que nos façam verdadeiros cidadãos, que nos tragam mais dignidade e que nos tornem senhores dos nossos próprios destinos. 


É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário