sábado, 16 de dezembro de 2017

A mulher dengosa (Conto), de Sílvio Romero


A mulher dengosa
(Contos populares do Brasil – Pernambuco)

Pesquisa e atualização ortográfica: Iba Mendes (2017)

---

Era uma vez um homem casado com uma mulher muito dengosa, que fingia não querer comer nada diante do marido. O marido foi reparando naquelas afetações da mulher, e quando foi num dia ele lhe disse que ia fazer uma viagem de muitos dias. Saiu, e em vez de partir para longe, escondeu-se por detrás da cozinha, num coxo.

A mulher, quando se viu sozinha, disse para a negra: “Ó negra, faz aí uma tapioca bem grossa, que eu quero almoçar.” A negra fez e a mulher bateu tudo, que nem deixou farelo. Mais tarde ela disse à negra: “Ó negra, me mata aí um capão e me ensopa bem ensopado para eu jantar.” A negra preparou o capão, e a mulher devorou todo ele e nem deixou farelo. Mais tarde a mulher mandou fazer uns beijus muito fininhos para merendar. A negra os aprontou e ela os comeu. Depois já de noite ela disse à negra: “Ó negra, prepara-me aí umas macaxeiras bem enxutas para eu cear.” A negra preparou as macaxeiras e a mulher ceou com café.

Nisto caiu um pé d’água muito forte. A negra estava tirando os pratos da mesa, quando o dono da casa foi entrando pela porta a dentro. A mulher foi vendo o marido e dizendo: “Oh, marido! Com esta chuva tão grossa você veio tão enxuto!?” Ao que ele respondeu: “Se a chuva fosse tão grossa como a tapioca que vós almoçastes, eu viria tão ensopado como o capão que vós jantastes; mas como ela foi fina como os beijus que vós merendastes, eu vim tão enxuto como a macaxeira que vós ceastes.” A mulher teve uma grande vergonha e deixou-se de dengos.

2 comentários:

  1. Meu nome é Ana Paula Gonçalves, moro em São Paulo e fiquei muito feliz de encontrar este conto que tenho em minha memória desde a adolescência, já que estou com 57 anos agora. gostaria de agradecer este momento de relembrar tempos tão felizes. grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Ana!

      Infelizmente essas histórias estão desaparecendo da memória popular!

      Abraços...

      Excluir

Sugestão, críticas e outras coisas...