terça-feira, 19 de dezembro de 2017

O homem tolo (Conto), de Sílvio Romero


O homem tolo
(Contos populares do Brasil – Rio de Janeiro)

Pesquisa e atualização ortográfica: Iba Mendes (2017)

---

Havia uma mulher que era casada com um homem muito tolo. Ela era quem trabalhava para sustentar os filhos. Para ver se o marido a ajudava em alguma coisa e como ele era muito estúpido, ela lembrou-se de mandá-lo para a escola, a ver se ali aprendia ao menos a fazer alguma conta.

Foi o homem para a escola aprender a ler, escrever e contar. Os meninos caçoavam muito dele, de vê-lo no ABC.

Um dia, em que o homem pediu licença ao professor para ir lá fora fazer precisão, achou uma carteira cheia de dinheiro de ouro.

Ele voltou para a escola muito contente, mostrando a carteira aos meninos. Esta carteira era do rei, que andava a passeio, e perdeu-

a. Chegando aos ouvidos do rei de que aquele homem tinha achado a carteira, ele mandou-o chamar para restituí-la, sob pena de morte. Logo que receberam o chamado do rei, apresentaram-se ao palácio o marido e a mulher.

O rei perguntou ao homem se ele tinha achado a carteira, ao que a mulher respondeu que não era exato, que era um falso que tinham levantado ao marido, porque ele era muito tolo. Aí o marido virou-se para a mulher e disse: “Eu achei, sim senhora, uma carteira com dinheiro, você não se lembra, quando eu estava na escola?” A mulher então disse ao rei: “Está, rei senhor, veja se ele não é tolo?” O rei viu que com efeito aquele homem era maluco, e mandou-o embora. A

mulher, para poder fazer uso do dinheiro, mudou-se da terra e foi para bem longe, com o marido e os filhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...