sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

"Uma pecadora" (Humor de Outrora)


UMA PECADORA

Acesa em santo fervor
loira e bela penitente
vai aos pés de confessor
lançar-se contritamente.

— Meu padre, diz, eu pequei:
disso estou arrependida,
mas é o bastante, não sei,
para ser absolvida?

E por que não? tão horrendo
o teu pecado assim é?
pergunta o bom reverendo
puxando pelo rapé.

— Ouça meu padre, outro dia,
sem querer, sem desejo,
meu primo teve a ousadia
de me dar aqui um beijo.

E a mocinha confessada
ao dizer isto indicou
a face linda e corada
onde o priminho a beijou.

Disse logo o padre: Então
É só esse o teu pecado?',
e deu-lhe a absolvição
Dando um beijo no outro lado.


Adalberto Soares
Jornal “O Bond”,  1906.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...