domingo, 20 de janeiro de 2019

A cidade devota (Emilianas)


A cidade devota

A situação nacional, após a tentativa de um movimento militar, fez lembrar durante 24 horas os tempos de alerta, em novembro de 1904. Por essa época, foi a população precavida de que se devia recolher à casa após o tiro de canhão, dado a certa hora pela fortaleza de Santa Cruz. Comentando essa disposição do governo, pilheriava Emílio de Menezes:

— Este Rio mesmo não evolui. Há um século a população se recolhia pelo Sinal do Aragão.

E concluía, rindo:

— Agora, pelo Sinal da Santa Cruz!


---
A Maçã,  15 de julho de 1922.

Pesquisa e adequação ortográfica: Iba Mendes (2019)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...