domingo, 20 de janeiro de 2019

Papas na língua (Emilianas)


Papas na língua

Em um grupo de papudos de que faziam parte o Emílio de Menezes e o senador Lopes Gonçalves, falava-se das propostas de paz feitas pelo Papa.

— Em que língua o Papa tez essas propostas? — perguntaram.

— Em italiano, está claro.

— E por que não em francês? O francês é universal...

E o Emílio:

— É, mas os franceses não têm Papas na língua...


---
Revista D. Quixote, nº 16, ano I, 29 de agosto de 1917.

Pesquisa e adequação ortográfica: Iba Mendes (2016)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...