sábado, 19 de janeiro de 2019

Abstêmio (Emilianas)



Abstêmio


Emílio de Menezes, que aliás nunca se excedeu no uso de bebidas, apesar do que espalhavam seus inimigos, nos últimos tempos tornara-se abstêmio.

Por isso não foi sem alguma surpresa que, entrando uma tarde Bastos Tigre na Confeitaria Colombo, encontrou-o a sorver um whisky com sifão, por um canudo de palha, desses usados para limonadas.

— Que é isso? disse lhe Bastos Tigre. Você a tomar whisky e por um canudo?

— É verdade, disse Emílio. Eu prometi ao médico nunca mais levar um copo de whisky à boca, e... estou cumprindo minha palavra.


---
Revista Careta,  24 de agosto de 1918
Pesquisa e adequação ortográfica: Iba Mendes (2019)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...