sábado, 19 de janeiro de 2019

Lágrimas (Emilianas)



Lágrimas


Uma vez Emílio chegou a um restaurante da cidade e pediu um bife.

Serviram-lho.

Daí a pouco volta o garçom, e encontra o poeta com as lágrimas a pingarem-lhe sobre a toalha.

— Que é isso, senhor? perguntou o criado. Tem alguma coisa? Sente-se mal?

— Não, diz Emílio. É porque este bife está tão duro, que quero ver se o amoleço com minhas lágrimas.


---
Revista Careta, 7 de dezembro de 1918.
Pesquisa e adequação ortográfica: Iba Mendes (2019)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...