sábado, 12 de janeiro de 2019

Cantar é tirar o peso (Trovas, 1928)


Cantar é tirar o peso
(1928)

Cantar é tirar o peso
que oprime e que faz sofrer.
É trazer um facho aceso
para treva do viver.

Canta, sim, quem tem penosas
as agruras do caminho.
Minha senda é de rosas
de rosas sem espinhos.

Mas quantas vezes inquieta
do bem, minha alma descrê.
É que sofre todo o poeta
mesmo em saber porquê.

Riso e penas divinizo
e por não vê-los dispersos,
na minha alma guardo o riso
e as penas solto-as nos versos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...