sábado, 12 de janeiro de 2019

O Mendonça retratista (Trovas, 1917)



O Mendonça retratista
(1917)

Eu muito me hei de rir
Quando for capitalista,
Dando sempre que fazer
Ao Mendonça retratista.

Em conquistando uma atriz
Ou até mesmo uma corista,
Vou logo fotografá-la
No Mendonça retratista

Não há repórter no mundo.
Nem tampouco jornalista,
Que não conheça o Mendonça,
O Mendonça retratista.

O médico é para o doente;
Tira dentes, o dentista;
Mas para tirar retratos,
O Mendonça retratista.

Diz o padre lá na igreja
Baixinho para o sacrista:
Olha que tirar retratos
Só o Mendonça retratista.

Mendonça retratista
Não sei com quem compará-lo,
Se este homem não existisses
Era preciso inventá-lo.


 ARRAES PEREIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...