sexta-feira, 3 de abril de 2020

No leme (Estória), de Iba Mendes



No  leme

Conta-se que um navio espanhol, fortemente sacudido por um violento temporal, ameaçava ir a pique. Era grande o desespero dos marinheiros e dos viajantes que, no auge da aflição, lançavam ao mar todos os objetos pesados, a fim de que fosse diminuído o peso da embarcação. Homens e mulheres movimentavam-se de um lado para o outro e clamavam aos céus para que a tempestade passasse.

Quando as esperanças já se findavam, o capitão do navio teve uma enorme surpresa: entrando num camarim, observou um garotinho dando fortes gargalhadas. Quanto mais o navio balançava, mais o menino ria e se divertia.
O comandante, estupefato, repreendeu-o severamente.

- Menino, perdeste o juízo? Estamos todos prestes a afundar e tu aí a rir como se nada tivesse acontecendo?

O pequeno, erguendo os olhos para o capitão, respondeu risonho e tranquilo:

- Não há perigo, senhor comandante, é meu pai quem está no lume.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...