quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Canção outonal, de Paul Verlaine (Poema Traduzido)


Autor: Paul Verlaine
Tradutor Desconhecido
Revista Dom Casmurro, 18/08/1944.


                                                       Canção outonal

Os longos sons
Dos violões,
Pelo outono
Me enchem de dor
E de um langor
De abandono.

E choro quando
Ouço, ofegando,
Soar a hora,
Lembrando os dias
E as alegrias
E ais de outrora.

E vou-me ao vento
Que, num tormento,
Me transporta
De cá pra lá,
Cinto faz à
Folha Morta.



---
Pesquisa, transcrição e adaptação ortográfica: Iba Mendes (2018)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...