sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Confissão" (Humor de Outrora)


CONFISSÃO

A propósito da morte do sanguinário Ramón María Narváez, conta-se que, estando ele no leito de morte, foi visitado pelo arcebispo de Granada, o qual buscava sua confissão e seu arrependimento pelos crimes que cometera.

— Pense, dizia o prelado, —  pense nos seus inimigos! perdoe-lhes para que Deus lhe perdoe.

— Não os tenho, dizia o moribundo.

— Mas excelência, quando se ocupa uma posição como a sua!...

— Digo-lhe que os não tenho! — insistiu ele na resposta.

— Mas quem sabe?...  Talvez  algum...

— Não os tenho!

— Mas, excelência...

Então o moribundo, impacientado e num esforço supremo, ergueu-se de repente do leito e vociferou raivoso:

— Não os tenho, já lhe disse... Ordenei que fuzilasse a todos!


---
Jornal "O Rio Doce", 1896.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...