quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

"Inocência" (Humor de Outrora)


INOCÊNCIA

Como a professora de piano trouxera uma caixa de bombons para a sua aluna e esta ficara, como toda criança, meio confusa, sem  saber o que devia fazer, a sua mamãe, socorreu-a, bondosa:

 Vamos, Lenita, como é que se diz?... Muito...

— Muito obrigado, professora...

 Parabéns!!!  e agora, filhinha, dá um beijo nela!... Vamos lá!...

— Não, mamãe, beijo não dou...

— Por que, filhinha?... Que coisa feia!...

— Porque tenho medo...

— Medo, menina? Tu tens medo  de Dona Zezé? Não vês que que ela é tão boazinha e gosta tanto de ti?...

E a garotinha, constrangida e meio chorosa, desabafou:

— Tenho, sim! Tenho medo que ela me faça como fez ontem com o papai: ele deu-lhe um beijo ali no corredor, e ela deu-lhe uma bofetada bem no meio na cara...

Jornal "O Estado", 1936.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...