sábado, 12 de janeiro de 2019

Palavras que o vento leva... (Trovas, 1921)


Palavras que o vento leva...
(1921)

Palavras que o vento leva
Vão deixando em derredor
Aroma de amor e gozos,
Rumores de pranto e dor.

Eu sou como os pobrezinhos
Que têm fome e pedem pão;
E tu és como os que passam,
Que ouvem pedir e não dão.

Embora me queiras muito,
Com esse segredo eu fico
Aquele que rico seja,
Não deve dizer que é rico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...