domingo, 20 de janeiro de 2019

Prédio de Avenida (Emilianas)


Prédio de Avenida


Perto de Emílio de Menezes comentavam-se os artigos de certo jornalista carioca.

Alguém se referia à vasta cultura do jornalista: — escreve sobre todos os assuntos! É admirável! Nunca vi tão larga erudição: política, literatura, arte, quiromancia, religião, comércio, finanças... conhece tudo, escreve sobre tudo... É espantoso, não achas, Emílio?

— Incontestavelmente... tornou o poeta — mas é prédio de Avenida?

— Como assim?

— Muita frente e pouco fundo.


---
Revista Shimmy, nº 80, ano II, 3 fevereiro de 1927.
Pesquisa e transcrição ortográfica: Iba Mendes (2019)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...