sábado, 12 de janeiro de 2019

Trovas do tempo da vovó (1907)


Trovas do tempo da vovó
(1907)

Laranjeira pequenina
Carregadinha de flor,
Eu também sou pequenina
Carregadinha de amor.

***
Sapo cururu
Na beira do rio
Quando o sapo pula,
Maninha,
Cururu tem frio.

**
Gato amarrado
Dá para miar
Bota solada
Dá para rinchar.

***
Sá Mariquinhas
Seu gato deu
Quatro sopapos
Na cara do meu.

*** 
Se essa rua fosse minha
Eu mandava ladrilhar
De pedrinhas de brilhante
Para meu bem passear.

**
Quando eu era pequenino
Eu soltava o meu pião
E pelo campo corria
Com papagaio na mão.

** 
Pincé que pinta Maria
Também pintou Gabrié
Quando foi pintá Teresa
Cadê pincé?

***
Subi num pé de abacate
Pra tirar um cacho de uvas,
Veio o dono das laranjas:
Não me furte estas goiabas!

*** 
Menina sacode a saia,
Não deixa a renda arrastar,
A renda custa dinheiro,
Dinheiro custa a ganhar.

***
 Em vi um cego piscando.
Um mudo fazer discurso,
Um maneta bracejando
E um perneta num pé só.

***
Pescador da barca bela
Por que choras pescador?
Por que minha namorada
Foi-se embora...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...