domingo, 16 de junho de 2019

A lenda da Palmeira (Lenda), de Eduardo Sequeira



Simboliza a palmeira a vitória, a riqueza, a força, a resistência e a beleza. Na poesia oriental são muitas vezes comparadas as pernas e os braços das formosas indianas às hastes flexíveis e elegantes das palmeiras.
A árvore divina de todos os povos não podia também deixar de ser santificada pelo cristianismo.
Foi-o na seguinte e deliciosa lenda cristã.
Quando a Virgem em companhia do esposo e do divino filho fazia a sua primeira e dolorosa viagem, descansou um dia à sombra de uma palmeira. Ao ver os tentadores frutos da árvore, desejou-os ardentemente, porém estavam tão altos que lhe não era possível chegar-lhe. São José esforçava-se por subir à árvore, quando esta se inclinou e veio colocar-se ao alcance da Virgem que colheu os frutos que quis, e só depois disso é que a árvore retomou a primitiva posição vertical.
Jesus Cristo, que estava ao colo da mãe, reconhecido pela dedicação da palmeira, abençoou-a dizendo que ela ficaria sendo o símbolo da salvação eterna para os moribundos e que havia de fazer — como mais tarde fez — a sua entrada triunfal em Jerusalém, com uma palma na mão.

---
Eduardo Sequeira - (Lenda dos Vegetais, 1892)
Pesquisa e adequação ortográfica: Iba Mendes (2019)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...