domingo, 16 de junho de 2019

A lenda do Narciso (Lenda), de Eduardo Sequeira



Narciso era um mancebo de uma formosura sem igual, formosura de que se orgulhava em extremo.
Um dia, debruçando-se sobre um regato, envaideceu-se tanto com a frescura e correção do rosto refletido na água que se julgou superior em beleza a todos os seres celestiais. Estes, em castigo, transformaram-no na flor que em memória do fato ainda hoje lhe conserva o nome.
Pausânias diz que Narciso se afogou pensando ver na água, onde o seu rosto se refletia, a imagem de uma irmã bem amada.
Gubernatis crê que esta lenda representa o sol poente que contempla no espelho do mar, onde vai desaparecer, a imagem de sua irmã a lua.

---
Eduardo Sequeira - (Lenda dos Vegetais, 1892)
Pesquisa e adequação ortográfica: Iba Mendes (2019)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...