terça-feira, 7 de janeiro de 2014

A gente se acostuma...

A gente se acostuma...

A gente se acostuma com o barulho no ouvido,
A gente se acostuma com o novo comprimido,
A gente se acostuma com o sono mal dormido,
A gente se acostuma com o pão amanhecido...
A gente se acostuma...

A gente se acostuma com o livro resumido,
A gente se acostuma com o vizinho aborrecido,
A gente se acostuma com o nariz entupido,
A gente se acostuma com o salário espremido...
A gente se acostuma...

A gente se acostuma com o fato distorcido,
A gente se acostuma com o parente falecido,
A gente se acostuma com o processo indeferido,
A gente se acostuma com o coito interrompido,
A gente se acostuma...

A gente se acostuma com o fruto proibido,
A gente se acostuma com o tapete encardido,
A gente se acostuma com o prato repetido,
A gente se acostuma com o patrão enfurecido,
A gente se acostuma...

A gente se acostuma com o amor fingido,
A gente se acostuma com o político denegrido,
A gente se acostuma com o sexo sem libido,
A gente se acostuma com o castigo merecido,
A gente se acostuma...

A gente se acostuma com o grito reprimido,
A gente se acostuma com o corpo envelhecido,
A gente se acostuma com o programa exibido,
A gente se acostuma com o sonho interrompido,
A gente se acostuma...

A gente se acostuma como tudo e com todos,
inclusive com essa  gente que se acha dona do mundo,
esses seres iluminados que tem auréola na bunda.
A gente se acostuma...


---
Por: Iba Mendes (janeiro, 2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário