quinta-feira, 20 de abril de 2017

As florinhas se soubessem, de Heinrich Heine

As florinhas se soubessem
De: Heinrich Heine
Tradução: A. E. Zaluar
As florinhas se soubessem
A dor do meu coração,
Mitigar minha aflição!
Haviam chorar comigo, 
Como estou tão magoado,

Se os rouxinóis conhecessem
Se as estrelas cintilantes
Logo em cantos d'alegria
Trocariam seu trinado.

Para esta alma consolar.
Compreendessem meu pesar,
Talvez descessem dos céus
Da dor do meu coração!

Mas nenhum destes o sabe:
Uma só tem o condão,
Uma só conhece a causa
Da dor do meu coração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário