sexta-feira, 15 de junho de 2018

"Humoradas", de Ramón de Campoamor (Poema Traduzido)


Autor: Ramón de Campoamor
Tradutor: Goulart de Oliveira
Ano: 1912
Transcrição e atualização: Iba Mendes (2018)

---

Humoradas

Venho pedir-te perdão,
Não posso lutar contigo,
Pois meti maior inimigo
Em meu próprio coração.

Causas-me tanto pesar
Que me chego a convencer
De que muito deve amar
Quem tanto me faz sofrer.

Desde que perdi o encanto
Dessa primeira paixão,
Não mais vi meu coração
Para não morrer de espanto.

Pensando que hei de morrer
A tal desventura chego
Que como um morto me entrego
À ventura de viver.

Então, só com o meu desejo
Sem que te olhasse eu te via;
Passou-se o tempo e hoje em dia
Se te olho, vejo...

Quisera ao jardim volver
De teu carinhoso amor,
Se se pudesse colher
Duas vezes a mesma flor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...