quarta-feira, 17 de outubro de 2018

O segredo do teu coração, de Rabindranath Tagore (Poema Traduzido)


Autor: Rabindranath Tagore
Tradutor: Bastos Portela
Ano: 1925
O segredo do teu coração

Se queres, meu amor, deixarei de cantar...
Se te assusto, se acaso eu te inspiro receio,
cegarei, para que não mais te possa olhar.
Se venho perturbar o teu recreio,
eu fugirei de ti, por um outro caminho...

E seguirei sozinho,
alheio ao mundo, alheio à vida, a tudo alheio...

Se te esquivas de mim,
às vezes, quando estás colhendo flores,
no teu jardim solitário,
no teu lindo jardim,
meu amor, nunca mais irei por onde fores,
nem nunca mais irei ao teu jardim...

No ar, dorme um perfume...
Paira um silêncio vago...

Ah, se o meu barco faz rumor n'água do Iago,
fala! Fala em segredo, num queixume...
E eu não mais singrarei a água azul do teu Iago...

Que é do teu coração?
Anda... Abre-o sem medo!
Põe tua alma de flor, aqui, na minha mão...
Dize-me o teu segredo!
Dize-o a mim, só a mim, que sou teu grande amigo...
E eu te ouvirei também com a minha alma na mão...
A noite desce, docemente...
A casa está deserta e silenciosa.
O sono embala os ninhos... Solidão!
Anda. Dize baixinho o que tua alma sente...
Dize-o, num choro vacilante,
ou num sorriso triste de emoção...

Dize, numa ternura dolorosa,
o segredo de amor que tens no coração...
---

Pesquisa, transcrição e adaptação ortográfica: Iba Mendes (2018)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...