sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

"Semelhança" (Humor de Outrora)


SEMELHANÇA

Contam alguns escritores que, no tempo do imperador Augusto, uns cortesões apresentaram-lhe um jovem grego, que se parecia com ele, feição por feição.

O imperador, que não acreditava na existência de alguém que se pudesse lhe assemelhar tanto, ao ponto de ocasionar confusões, depois de haver contemplado o jovem, surpreso e até meio confuso, resolveu perguntar-lhe, em tom de gracejo:

— Oh! mancebo, sei que não és daqui mas, diz-me uma coisa: tua mãe veio alguma vez a Roma?

O grego não perdeu o controle e, compreendendo a malícia que a pergunta do soberano encerrava, respondeu sem titubear:

—  Não, "sire"! Minha honrada progenitora nunca esteve aqui, mas meu pai veio cá muitas vezes...


Jornal “O Estado”, 1936.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...