terça-feira, 11 de maio de 2021

O Dr. Grilo (Conto Popular) de Figueiredo Pimentel

 


O Dr. Grilo

Filho de um simples operário, Carolino lembrou-se um dia de se intitular adivinho. Era um moço esperto como poucos, e viu que este mundo era dos espertalhões. Anunciou que curava todas as doenças e que era capaz de adivinhar quanto segredo houvesse.

Lembrando-se, porém, que ninguém é profeta em sua terra, Carolino mudou-se da cidade. Foi residir na capital do reino, onde toda a gente o conhecia por Dr. Grilo, em vista da sua imensa altura e extraordinária magreza.

Em pouco tempo, o Dr. Grilo tornou-se célebre. Com charlatanice, conseguia coisas maravilhosas.

***

Sucedeu, entretanto, que o rei, sabendo daquilo, mandou chamá-lo ao palácio.

O Dr. Grilo para lá se dirigiu, tremendo de susto, sabendo que o soberano era malvado, e que com ele ninguém brincava.

Apresentando-lhe a mão fechada, ordenou-lhe sua majestade que dissesse o que era que ali estava.

Vendo-se naqueles assados, o rapaz exclamou:

— Ah! Grilo! em que mãos estás metido?

— É verdade, disse o rei abrindo a mão. É mesmo um grilo que tenho aqui.

***

Tempos depois, o monarca fê-lo comparecer novamente à sua presença.

— De que bicho é este sangue? indagou, apresentando um frasquinho.

O adivinho, desesperado, não tendo outra coisa que fazer, disse:

— Aí é que a porca torce o rabo.

— É de porca mesmo. Adivinhaste, disse o rei.

Passado um mês, como prosseguissem o sucessos assombrosos do rapaz, o soberano mandou que o trouxessem, pela terceira vez.

Ordenou-lhe sob pena de morte, que descobrisse os ladrões de um tesouro real.

Os verdadeiros gatunos, que eram três criados do paço, recendo que o Dr. Grilo de fato adivinhasse, foram ter com ele e suplicaram-lhe que os não deitasse a perder.

O rapaz, sem perda de tempo, denunciou-os ao rei.

Grilo foi nomeado, então, médico do hospital militar.

Havia nessa ocasião uma grande epidemia que grassava entre os soldados, sem que médico algum soubesse descobrir o que era.

Assim que foi nomeado, o falso doutor dirigiu-se à enfermaria, e declarou que, no dia seguinte, iria autopsiar todos os enfermos mesmo vivos.

Pela manhã estavam todos bons, e o hospital inteiramente vazio, pois os soldados nada tinham, fingindo-se doentes, a fim de não irem para a guerra.

O rei, acreditando na ciência de Carolino deu-lhe carta de nobreza e grandes riquezas.

---
Pesquisa e atualização ortográfica: Iba Mendes (2021)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, críticas e outras coisas...